Dia das mães: Elas conciliam a maternidade com os negócios

Dia das Mães está chegando, e inspirados na data, decidimos reunir algumas histórias de mães que conciliam a maternidade com os negócios. Veja:

Renata Galante, diretora comercial da rede Cheirin Bão

A diretora começou a empreender, ainda, sem filhos. E de repente ao longo dos anos, teve duas filhas. “Isso me trouxe consequências diretas em minha forma de trabalhar”, comenta Renata. “Mas fui certeira, depois de me tornar mãe, passei a ter um olhar mais voltado para o meu tempo e a minha flexibilidade, me tornei mais sensível a realidade dos demais e busquei ter uma dedicação mais precisa aos meus objetivos. Resumindo, menos racional e mais fruição”, completa.

Renata afirma que ser mãe e empreendedora ao mesmo tempo é um desafio. E exige a capacidade em desenvolver organização, persistência e saber que a dosagem certa de cada atuação pode proporcionar um equilíbrio e, consequentemente a realização almejada em ambas as atuações. “Nos dois caminhos, no trabalho ou em casa, reconheço que a minha emoção é a mola propulsora da minha vida, seja como empreendedora ou como mãe”, completa Renata.

Sobre a Cheirin Bão: Criada em 2014, a rede de franquias Empório Mineiro Cheirin Bão tem como objetivo popularizar o consumo de café especial no Brasil e levar o gosto caipira para grandes centros urbanos através de seu modelo de negócio de franquia. Investimento inicial para quiosques: R$ 70 mil.

Simone Carvalho, uma das fundadoras da Saia Bella

Quando iniciaram o negócio, Simone Carvalho e o esposo Renan Santos, tinham um filho de três anos e agora ela está grávida do segundo, previsto para o final de julho, totalmente planejado e muito esperado. “ O Bernardo irá chegar no meio de muitas realizações da Saia Bella, provavelmente tudo será muito corrido e meio conturbado, mas quem disse que a gente gosta de coisa fácil? O que não vai faltar é carinho, amor e proteção, pois um filho é sempre uma bênção na nossa vida!”, conta Simone.

“Inicialmente pretendo curtir meu pequenininho, pois sei que precisará muito de mim e também tenho o desejo de aproveitar esse tempo com ele. Mas assim que completar uns 5 meses já pretendo trabalhar meio período”, completa.

Sobre a Saia Bella: Rede de franquias de moda evangélica. A ideia surgiu do casal de evangélicos, Simone Carvalho e Renan Santos, em consequência da escassez de estabelecimentos focados no segmento de moda evangélica. O casal decidiu seguir o sonho para que todas as evangélicas e mulheres profissionais que trabalham em ambientes formais se sentissem bonitas e dentro dos padrões cristãos. A empresa pretende chegar a um faturamento de R$ 7 milhões em 2017.Exiba imagens para confirmar leitura

Luciana Dleizer, fundadora da Office&Co.

Luciana Dleizer fundadora da Office&Co. é mãe de um menino de 14 anos. Ela decidiu fazer parte da Office&Co. por querer ter um negócio próprio, com mais liberdade e disponibilidade para o filho.

Luciana se formou em fonoaudiologia e teve seu próprio consultório, onde trabalhou até ser assaltada e perder tudo. Por conta do incidente, ela acabou desanimando da profissão e foi para o ramo do jornalismo, em que atuou como produtora de moda e beleza para as editoras Globo e Abril por 14 anos. Luciana trabalhou no setor comercial do buffet de sua irmã por sete anos, o que lhe deu bagagem e conhecimento de negócios para conseguir ter a sua própria empresa mais tarde.

Sobre a Office&Co: Nasceu em 2012 como uma empresa de co-working premium, que engloba serviços all inclusive, por exemplo: quatro salas de reunião com uso ilimitado, internet, atendimento telefônico personalizado e serviço de copa. Todo o pacote é incluído na mensalidade fixa. Hoje, a empresa está faturando mais de R$ 1,5 milhão ao ano.

Juliana Corrêa, uma das sócias da ECO1

A empresária já era mãe quando fundou a ECO1 e costuma brincar que vai para o terceiro “round” todos os dias. “Consigo conciliar bem, pois amo ser mãe e amo empreender, e não abro mão de levá-los à escola. De acordo com ela, a maternidade traz uma nova “rotina”, que requer resiliência, foco, disciplina e carinho. “Na empresa não é diferente, busco ter sempre essa postura com o meu time, com meus parceiros e clientes”.

Ela é mãe de Marina de 9 anos e Henrique de 7 anos.

Sobre a ECO1: a empresa fabrica e vende lavadoras a vapor que podem ser usadas em lavagens de veículos, ambientes hospitalares, corporativos e indústrias. O equipamento proporciona até 80% de economia de água, se comparado a limpezas convencionais e consome 30% menos energia. Para investir: lavadoras a partir de 10x de R$ 750,00 ou à vista R$ 6.750,00.