Brasil ainda desconfia de ganho com Olimpíadas, diz Guardian

Vai ter Olimpíada, mas brasileiros ainda não entraram no clima, sugere jornal britânico

São Paulo – Falta um ano para que a pira olímpica seja acesa no Rio de Janeiro (RJ), mas – segundo o jornal The Guardian – os brasileiros ainda não compraram a ideia de que todo o esforço para sediar as Olimpíadas de 2016 trará retornos concretos para o país.

Em reportagem publicada nesta terça-feira, o jornal britânico afirma que  a capital fluminense não deve repetir os erros que levaram o Brasil a terminar as obras da Copa do Mundo de 2014 na correria do último minuto.

No entanto, segundo a publicação, o governo ainda precisa provar que os 39,2 bilhões de reais destinados para o evento vão valer a pena. 

Pelo menos no discurso, o Rio de Janeiro parece ter clareza sobre os ganhos que os jogos trarão para o município.

“Para cada 6 dólares investidos nas Olímpiadas, [os organizadores] afirmam que apenas 1 dólar é destinado para o esporte e o restante vai para infraestrutura”, diz o texto.

A prefeitura também garante que as obras feitas exclusivamente para o megaevento não virarão “elefantes brancos” – termo que descreve obras caras, mas sem utilidade prática. A gestão municipal planeja transformá-las em escolas, centros de treinamento ou de lazer assim que os jogos terminarem.

Mesmo assim, nota a reportagem, os brasileiros permanecem céticos sobre eventuais vantagens – afinal, eles “ouviram promessas similares sobre os Jogos Pan-Americanos e Copa do Mundo que foram subsequentemente quebradas”, diz o texto. 

Para além da frustração com eventos anteriores, a crise econômica, os escândalos de corrupção no setor público e o envolvimento da CBF no esquema de pagamento de propinas da FIFA colaboram para o desencanto com as Olimpíadas de 2016.

“Estes são tempos difíceis para o Brasil”, afirma a reportagem ao elencar os efeitos das investigações da Operação Lava Jato e o pífio desempenho econômico.

“O futebol, que sempre foi uma fonte de consolo nacional, oferece escasso alívio diante do caso de propina na Fifa e das memórias dolorosas do humilhante 7 a 1 na Copa Do Mundo”, diz o texto.

Na próxima quarta-feira, 5 de agosto, faltarão exatos 365 dias para o início das Olimpíadas. Apesar da contagem regressiva cada vez mais curta, a demanda por ingressos ainda está modesta, segundo a reportagem. Ao que tudo indica, desta vez, a corrida contra o tempo pode ser de outro tipo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s