Cardozo diz que vai recorrer ao STF nesta quinta-feira

Em entrevista à Folha de S.Paulo, advogado de defesa de Dilma diz que cassação cria precedente gravíssimo e que ameaça ministros do STF

São Paulo – Depois da aprovação final do impeachment, o advogado de Dilma Rousseff (PT), José Eduardo Cardozo, afirmou que vai recorrer no Supremo Tribunal Federal (STF) ainda nesta quinta-feira. Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, ele disse que a deposição de Dilma causa um “precedente gravíssimo” para figuras públicas como ministros do Supremo e o procurador-geral da República.

Em defesa da ex-presidente, Cardozo reiterou que o impeachment foi um golpe parlamentar e afirmou que a oposição queria “não só decretar a pena de morte política de Dilma como esquartejar seu corpo”.

Cardozo explicou que, nesta quinta, vai encaminhhar ao STF um mandado de segurança pedindo a anulação da decisão do Senado porque houve mudança de acusação no relatório do Senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) e também porque a denúncia se fundamenta no artigo 11 da Lei do Impeachment, que não está adequado à Constituição de 1988, já que foi feito quando era vigente a Constituição de 1946.

Outro recurso que ele deve interpor é o pedido de anulação de todo o processo alegando falta de justa causa para o impeachment.

À Folha, ele afirmou que após as ações no STF deve ficar de quarentena até novembro. Depois disso, pretende se associar a um escritório de advocacia em São Paulo e montar um em Brasília

Palácio da Alvorada

Ontem, Cardozo afirmou que Dilma tem, formalmente, 30 dias para desocupar o Palácio da Alvorada.O ex-ministro da Justiça, no entanto, disse não saber quando a petista deverá sair da residência oficial da Presidência da República.

Desde que foi afastada do cargo, em 12 maio, ela transformou o local em uma espécie de “quartel-general” para receber aliados.Parte da sua mudança, no entanto, já foi encaminhada para Porto Alegre (RS), onde mora a sua filha e seus dois netos, e para onde deve se mudar em breve.

Após a mudança de Dilma, o agora presidente Michel Temer deverá deixar o Jaburu e mudar para o Alvorada com a família.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s