COI cria comissão para analisar caso de 4 nadadores dos EUA

O COI criou uma comissão disciplinar para avaliar o caso do nadador dos Estados Unidos Ryan Lochte e seus três colegas de equipe

Rio de Janeiro – O Comitê Olímpico Internacional (COI) criou uma comissão disciplinar para avaliar o caso do nadador dos Estados Unidos Ryan Lochte e seus três colegas de equipe após a descoberta de que eles mentiram sobre terem sido vítimas de um assalto à mão armada durante a Olimpíada do Rio, disse uma autoridade do COI à Reuters nesta sexta-feira.

Lochte, de 32 anos, um dos nadadores mais condecorados dos Estados Unidos, disse originalmente que ele, James Feigen, Gunnar Bentz e Jack Conger tinham sido parados por uma falsa blitz policial quando estavam em um táxi, e que homens armados levaram 400 dólares do grupo.

Acabou-se provando, no entanto, que a história não era verdadeira e Lochte pediu desculpas nesta sexta-feira.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s