Com policiamento comunitário, criminalidade cai na USP

Segundo dados da Secretaria da Segurança Pública (SSP), os roubos tiveram queda de 23%. Já os furtos caíram 13,5%, na comparação com 2014

São Paulo – A região da Cidade Universitária, no Butantã, zona oeste de São Paulo, registrou queda nos índices de roubos e furtos em setembro. O período corresponde ao primeiro mês da implementação do modelo de polícia comunitária no câmpus da Universidade de São Paulo (USP).

Segundo dados da Secretaria da Segurança Pública (SSP), os roubos tiveram queda de 23%, passando de 200 ocorrências em setembro do ano passado para 154 no mesmo mês deste ano. Já os furtos caíram 13,5%, na comparação com 2014. Foram 154 casos neste ano, ante 178 no ano passado.

A SSP também registrou queda nos índices de roubo e furto de veículos, que caíram 11,5% e 23,8%, respectivamente. Não houve casos de estupro. Os números são do 93.º DP (Jaguaré) e do 28.º Batalhão de Polícia Militar. Os PMs que atuam na USP têm formação universitária, idade de até 26 anos e perfil próximo ao dos estudantes. O formato é inspirado no modelo japonês Koban. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s