Acompanhe a repercussão das buscas da PF na casa de Cunha

A manhã de Eduardo Cunha foi conturbada: além de ser alvo de mandados da Polícia Federal, Conselho de Ética da Câmara decidiu seguir processo contra ele

São Paulo — O presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) teve uma manhã conturbada nesta terça-feira. Logo cedo, agentes da Polícia Federal fizeram buscas em sua residência oficial, em Brasília, e em seu apartamento do Rio de Janeiro.

Pelo menos 12 policiais participaram da ação, batizada de operação Catilinárias, em referência ao imperador romano Marco Túlio Cícero.

As buscas também ocorreram na casa de outros peemedebistas, como o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, e os senadores Fernando Bezerra Coelho e Edison Lobão. 

Já no horário do almoço, Cunha sofreu uma nova derrota. Por 11 votos a 9, o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara votou pela admissibilidade do processo contra ele. 

O deputado é acusado de quebra de decoro por, supostamente, ter mentido na CPI da Petrobras sobre a existência de contas em seu nome no exterior. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s