Lewandowski nega liberdade a executivos da Andrade Gutierrez

O ministro levou em consideração o parecer da PGP que salienta haver possibilidade de os dois voltarem a cometer crimes, "colocando em risco a ordem pública"

Brasília – O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, negou o pedido de liberdade dos executivos da Andrade Gutierrez Otávio Marques de Azevedo e Elton Negrão. 

Ambos estão presos no Paraná por envolvimento com o esquema de corrupção investigado na Operação Lava Jato.

O ministro levou em consideração o parecer da Procuradoria-Geral da República que salienta haver possibilidade de os dois voltarem a cometer crimes, “colocando em risco a ordem pública”.

O pedido, encaminhado ao plantão do Supremo, questionava o pedido mantido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A decisão é assinada por Lewandowski porque cabe a ele, durante o recesso do Judiciário, decidir sobre questões urgentes. Teori Zavascki, ministro relator da Lava Jato na corte, volta de férias em fevereiro.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s