Crise de 2008 teria causado 500 mil mortes por câncer

O aumento do desemprego e os cortes na saúde teriam contribuído para um aumento da mortalidade por câncer de mais de 500.000 pessoas no mundo

O aumento do desemprego e os cortes na saúde, consequência da crise financeira de 2008, teriam contribuído para um aumento da mortalidade por câncer de mais de 500.000 pessoas no mundo – de acordo com estudo publicado nesta quinta-feira (horário local).

“Associamos a recente crise econômica a 260.000 mortes adicionais por câncer nos países da OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômicos) entre 2008 e 2010, sendo 160.000 delas na União Europeia”, segundo conclusões desse estudo publicado na revista britânica The Lancet.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s