Defesa de Lula pede que ministro do STF reafirme competência

Advogados de Lula afirmam que não cabia ao ministro Gilmar Mendes definir o órgão competente para dar continuidade às investigações que envolvem o ex-presidente

São Paulo – Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Roberto Teixeira e Cristiano Zanin Martins, afirmam ter pedido no sábado ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki que “reafirme sua competência para analisar os procedimentos remetidos ao STF no último dia 16/03, após o juiz Sérgio Moro declinar de fazê-lo.”

Em nota à imprensa, divulgada neste domingo (20), os advogados explicam que na petição afirmam que não cabia ao ministro Gilmar Mendes, ao analisar as ações do PSDB e do PPS, definir o órgão competente para dar continuidade às investigações “que procuram envolver o ex-presidente.”

Os advogados lembram que na última sexta-feira já havia sido pedido a Teori Zavascki providências “para preservar o sigilo das gravações decorrentes de interceptações telefônicas, como estabelece a lei.” Ainda conforme a nota, há “gravações realizadas sem autorização judicial e outras que envolveram, de forma reprovável, os próprios advogados de Lula”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s