Eleições: tudo em aberto nos municípios

Recesso em Brasília, hora de voltar as atenções aos municípios. São Paulo, neste caso, é um retrato do Brasil – este certamente não será um ano típico. Na maior cidade do Brasil, tanto os tucanos quanto o PT, do atual prefeito Fernando Haddad, estão muito enfraquecidos. O pré-candidato do PSDB para a prefeitura de São Paulo, João Dória, será sabatinado hoje. Seu maior desafio é se se fazer conhecer pelos paulistanos.

Apesar de dominarem o governo estadual há 21 anos, os tucanos têm desempenho pouco respeitável na prefeitura: apenas José Serra foi eleito – e saiu com apenas 15 meses de mandato para disputar a presidência, em 2006. Doria também terá de pacificar uma guerra interna entre diversas frentes do partido.

Para os petistas, a derrota de Haddad ser pode ser devastadora (ele tem apenas 8% das intenções de voto segundo a última pesquisa do Datafolha). Sua candidatura é um termômetro para a sobrevivência do partido após o afastamento de Dilma Rousseff e o enfraquecimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Como deve perder muitas disputas municipais, a legenda aposta alto em São Paulo. O PT já teve quatro prefeitos na capital.

As pesquisas colocam no topo o deputado federal Celso Russomanno, seguido de Marta Suplicy, do PMDB, Luiza Erundina, do Psol, Haddad, Doria e Andrea Matarazzo, do PSD. Segundo o Datafolha, Haddad perderia em todos os cenários de segundo turno. Doria venceria apenas Haddad.

A pulverização deve ser a marca dessas eleições Brasil afora. Com campanhas mais baratas sem o financiamento de empresas, e mais curtas, já que a corrida encolheu de 90 para 45 dias, as chances de a máquina pública não ser suficiente para eleger e reeleger candidatos aumentam. Os especialistas concordam que essa disputa será um laboratório no qual tudo será possível.

!function(e,t,s,i){var n=”InfogramEmbeds”,o=e.getElementsByTagName(“script”),d=o[0],r=/^http:/.test(e.location)?”http:”:”https:”;if(/^\/{2}/.test(i)&&(i=r+i),window[n]&&window[n].initialized)window[n].process&&window[n].process();else if(!e.getElementById(s)){var a=e.createElement(“script”);a.async=1,a.id=s,a.src=i,d.parentNode.insertBefore(a,d)}}(document,0,”infogram-async”,”//e.infogr.am/js/dist/embed-loader-min.js”);

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s