Governo negocia para definir relatoria da CPI do BNDES

O líder do governo na Câmara ainda negocia com a base para definir a relatoria da CPI, que deve ser instalada ainda nesta semana

Brasília – O líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), ainda negocia com integrantes da base para definir a relatoria da CPI do BNDES, que deve ser instalada ainda nesta semana.

A criação da CPI foi autorizada pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no dia em que anunciou seu rompimento “pessoal” com o governo, em julho, e se declarou integrante da oposição.

Pelo critério da proporcionalidade, o PMDB ficará com a presidência da Comisssão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre operações de empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Seguindo a mesma lógica, a relatoria ficará a cargo do bloco integrado pelo PT, maior partido da Câmara. Mas em jantar na noite de segunda-feira com o presidente da Câmara, ficou definido que a relatoria seria entregue ao PR.

“O PT lidera o bloco. Quem decide quem é o relator, naquilo que couber ao bloco, é o bloco. Não tem essa. A relatoria não pode ser decidida entre oposição e o presidente da Casa”, disse Guimarães a jornalistas.

“Quem decide o nome (do relator) é o bloco. Se o bloco vai dar ou não para o PR é outro problema. Portanto eu tenho uma reunião com o bloco agora para decidir essas questões e sobretudo a questão do BNDES.” Guimarães não quis criticar diretamente o presidente da Câmara, mas disse que “vira a mesa” se houver exclusão de algum partido.

Questionado sobre o jantar de segunda-feira, Cunha negou que tenha articulado sobre a relatoria, mas disse que é natural que os partidos “lutem pelo seu espaço”.

O presidente explicou que o encontro na noite da segunda ocorreu “naturalmente” à medida em que líderes, inclusive alguns da base, se dirigiam à sua casa para “bater papo”. Na mesma noite, a presidente Dilma Rousseff ofereceu um jantar a aliados. “Eu não articulo nada, eles têm a posição deles… Eu apenas ouço o que vai acontecer para poder organizar a instalação (da CPI), eles é que se decidem”, argumentou.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s