Impeachment não é bom para o Brasil, diz The New York Times

Jornal americano lançou editorial sobre como a crise econômica e política têm prejudicado o Brasil, mas adverte que o impeachment não seria uma boa solução

São Paulo – “O Brasil está em farrapos”. É assim que começa o editorial publicado hoje pelo jornal The New York Times (NYT) sobre a situação econômica e política do país.

O rebaixamento do rating do país pela Moody’s, os escândalos da Lava Jato, a queda da popularidade da presidente Dilma Rousseff e os protestos contra o governo são apontados pelo jornal como as causas da recessão brasileira.

“No meio de toda essa turbulência, é fácil perder as boas notícias”, diz o jornal, salientando a força das instituições democráticas do Brasil.

O NYT ressalta como o Ministério Público Federal tem demostrado independência em relação a uma certa “cultura da imunidade”, que benefica os mais poderosos da política e da elite dos negócios. 

O jornal cita como exemplos as prisões dos ex-executivos da Petrobras, do presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e até mesmo do almirante que cuidou do programa nuclear brasileiro, Othon Luiz Pinheiro da Silva.

Em relação às investigações sobre a presidente Dilma e o ex-presidente Lula, o jornal lembra que, antes de alcançar a Presidência, Dilma foi ministra de Minas e Energia e, portanto, comandou a Petrobras durante sete anos.

“Ela, admiravelmente, não fez nenhum esforço para impedir ou influenciar as investigações”, afirma o NYT sobre a relação da presidente com a Lava Jato. E ainda lembra como Dilma “tem consistentemente enfatizado que ninguém está acima da lei”,  reconduzindo Rodrigo Janot à Procuradoria Geral da República.

Como não há evidências de ações ilegais por parte da presidente, o jornal declara que, mesmo sendo “sem dúvidas, responsável por grande parte da má gestão que afundou a economia brasileira”, não existem crimes que responsabilizem Dilma. 

Segundo o jornal, um impeachment nessas circunstâncias causaria sérios danos a uma democracia que vem ganhando força há 30 anos. “E não há nada que dê a entender que qualquer outro líder irá fazer algum trabalho melhor com a economia”, diz o editorial sobre os ajustes que o governo Dilma tem realizado.

O New York Times admite que os brasileiros estão passando por um momento delicado, mas aconselha: “as coisas tendem a piorar antes de melhorar”. E adverte que a solução não virá se “minarmos” as instituições democráticas que ultimamente têm sido a garantia da estabilidade.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s