Investigação do TSE sobre Dilma devolve crise para Planalto

Para aliado de Cunha, a investigação para apurar se houve irregularidades em doações na campanha da presidente é um sinal de que o foco da crise é o governo

Brasília – Aliado do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) afirmou neste sábado, 22, que a decisão do ministro Gilmar Mendes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de pedir ontem investigação de suposta prática de “atos ilícitos” na campanha que reelegeu a presidente Dilma Rousseff em 2014 devolve a crise para o Palácio do Planalto.

Na quinta-feira, 19, Eduardo Cunha foi denunciado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por suspeita de envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras. Nos bastidores, governistas comemoraram a acusação contra Cunha, o que poderia arrefecer a abertura de um eventual processo de impeachment contra Dilma no Congresso.

Para Lúcio Vieira Lima, a investigação requerida pelo ministro do TSE à Procuradoria-Geral da República, à Polícia Federal e à Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral para apurar se houve irregularidades em doações eleitorais na campanha da presidente reeleita é mais um sinal de que o foco da crise política é o governo.

“O Congresso também percebeu que a única tábua de salvação do Planalto, da presidenta, é desviar o foco”, afirmou o aliado de Cunha, defensor do rompimento imediato com o governo. “O Planalto hoje não tem argumentos, posições para sair da crise”, completou.

Temer

Vieira Lima saiu em defesa do vice-presidente e presidente do PMDB, Michel Temer, que foi citado em delação premiada do lobista Júlio Camargo. Segundo o delator, outro lobista, Fernando Soares, apelidado de Fernando Baiano, era conhecido por representar o PMDB, o que incluiria Temer, Cunha e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Para o deputado, a citação a Temer é um “tititi” que não atrapalha o vice-presidente de forma alguma. Embora conste de documentos que instruem a denúncia contra Cunha no STF, Vieira Lima disse que esse tipo de menção consolida a tese de que o PT e o Planalto trabalham sempre para desviar o foco. “Como sempre, tem que se apurar tudo, mas se pegar tudo o que disseram, aí tem que fechar o Brasil”, emendou.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s