Líder do PDT reafirma candidatura de Ciro Gomes em 2018

"Até o dia da eleição, iremos defender a Constituição e, por, isso o PDT vai votar contra o impeachment", afirmou Weverton Rocha

São Paulo, 17 – O líder do PDT na Câmara dos Deputados, Weverton Rocha (MA) orientou a bancada a votar contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e reforçou, em seu discurso antes da votação na Câmara, que a legenda “contribuirá” com o lançamento da candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República em 2018.

“Até o dia da eleição, iremos defender a Constituição e, por, isso o PDT vai votar contra o impeachment”, afirmou.

Rocha destacou que independentemente do resultado da sessão deste domingo, 17, na Câmara não haverá “vencedor e vencido”.

“Todos nós já perdemos ao não termos capacidade de cumprir a Constituição ao não sermos capazes de dar escola às crianças, saúde ao povo, ao não distribuir renda e não taxar grandes fortunas”, afirmou.

O líder do PDT relembrou as lutas pela redemocratização na década de 1980, exaltou o legado trabalhista e destacou as trajetórias de Leonel Brizola, Jackson Lago e Neiva Moreira.

“Estes verdadeiros heróis não iriam admitir que a Constituição fosse rasgada”, disse, reforçando a posição da sigla contra o impeachment de Dilma.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s