Lula reafirma que não é dono de tríplex no Guarujá (SP)

Relatório divulgado nesta quarta-feira incluiu um diagrama com imóveis sob investigação do condomínio, entre eles o imóvel ligado ao ex-presidente

São Paulo – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou novamente, nesta quinta-feira, 28, ser dono do apartamento tríplex no Guarujá, que é um dos alvos da 22ª fase da Operação Lava Jato deflagrada nessa quarta-feira, 27, e denominada Triplo X.

“Adquirir cotas de uma cooperativa habitacional a prestações não significa tornar-se proprietário de um imóvel. A família de Lula poderia ter exercido o direito de compra do apartamento por seu preço final, completando o valor necessário, mas decidiu não fazê-lo”, afirma o ex-presidente em seu perfil no Facebook.

A publicação diz ainda que “parte da imprensa insiste em ignorar essas informações em nome de uma manchete mais ‘saborosa'”.

“O jornal A Gazeta, do Espírito Santo, por exemplo, diz que Lula “foi dono” do apartamento. Não foi, nem é.”

O foco desta etapa da operação é o condomínio Solaris, no Guarujá, no litoral paulista, onde a mulher de Lula, Marisa Letícia, chegou a ter a opção de compra da unidade 164-A.

Relatório divulgado nesta quarta-feira incluiu um diagrama com imóveis sob investigação do condomínio, entre eles o imóvel ligado ao ex-presidente.

O documento indica que a OAS, empreiteira acusada de cartel no esquema de propinas e desvios de recursos na Petrobras, aparece hoje como proprietária do apartamento, após Marisa ter desistido do negócio, segundo o Instituto Lula, presidido por Paulo Okamotto.

Para a PF, todos os imóveis sob investigação possuem “alto grau de suspeita quanto à sua real titularidade”.

Lula já havia se manifestado na quarta-feira sobre as investigações por meio de nota divulgada pelo seu instituto.

Segundo a entidade, o ex-presidente não ocultou patrimônio e nunca escondeu relação com o tríplex.

O texto argumenta ainda que o petista não foi nem sequer citado na decisão do juiz federal Sergio Moro que levou à nova fase da operação da PF.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s