Microcefalia é o problema número 1 no Brasil, diz ministro

O ministro ressaltou a importância de as mulheres em idade fértil reforçarem cuidados para evitar a contaminação pelo mosquito

Rio de Janeiro – O ministro da Saúde, Marcelo Castro, participa nesta terça-feira, 8, do lançamento da campanha “10 minutos salvam vidas”, da secretaria de Estado de Saúde fluminense, para incentivar a população a eliminar criadouros de mosquito.

Com a circulação de novos vírus transmitidos pelo Aedes aegypti – além de dengue, o inseto é responsável por transmitir zika e chikungunya – a Secretaria de Estado de Saúde reforça o alerta de risco de aumento de casos dessas doenças no verão. 

Sobre a divulgação, em Brasília, de que há 1.761 casos de microcefalia notificados no País, Castro afirmou que a situação é “gravíssima” e que não faltarão recursos.

“Este é o problema número 1 que o Brasil tem hoje. Não há problema mais grave do que a microcefalia“, afirmou.

“É a primeira vez que ocorre na humanidade (a correlação de zika com a malformação fetal). Estamos aprendendo agora”.

O ministro ressaltou a importância de as mulheres em idade fértil reforçarem cuidados para evitar a contaminação pelo mosquito.

O ministro não detalhou os recursos disponíveis nem como serão empregados.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s