Morre quarta vítima de explosão em usina da CSN

O sindicato cobra da empresa a adoção de melhores políticas de segurança para evitar outras mortes

Rio – Morreu na manhã desta quarta-feira, 25, a quarta e última vítima da explosão ocorrida na área de zincagem da Usina Presidente Vargas, da CSN, em Volta Redonda (RJ), no dia 25 de março.

Aluênio Francisco Alves, de 32 anos, estava internado há 60 dias no hospital Oeste D’Or, no Rio de Janeiro.

Ele trabalhava na manutenção da área de zincagem no momento da explosão.

Casado e pai de dois filhos, Alves trabalhou na CSN por oito anos. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense, com a morte, não há mais testemunhas capazes de esclarecer o motivo do acidente.

O sindicato cobra da empresa a adoção de melhores políticas de segurança para evitar outras mortes.

“Desde a privatização e ainda mais nos últimos anos, a CSN vem sendo sucateada. O número de acidentes aumentou muito nos últimos anos”, informou o sindicato, por meio de sua assessoria de imprensa.

O enterro está marcado para amanhã, em Volta Redonda.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s