Nuzman reitera que situação da zika no Rio está sob controle

"O zika é um problema mundial, embora tenha sido detectado pela primeira vez em 1940. O Brasil já tomou medidas", disse Nuzman

Londres – O presidente do Comitê Organizador do Rio de Janeiro 2016, Carlos Arthur Nuzman, reconheceu nesta quinta-feira em Londres que o zika é um “problema mundial”, mas garantiu que a situação está “sob controle”.

“O zika é um problema mundial, embora tenha sido detectado pela primeira vez em 1940. O Brasil já tomou medidas. O Comitê Olímpico Internacional (COI) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) asseguraram que é uma prioridade, mas reiteram que tudo está sob controle”, disse Nuzman.

“Margaret Chan, diretora geral da OMS, esteve recentemente abordando o tema com a presidente Dilma Rousseff. É preciso minimizar o risco de contato”, acrescentou o líder, em uma sessão informativa sobre os Jogos realizada em um hotel da capital britânica.

Nuzman, que esteve acompanhado de Mario Andrada, diretor de Comunicação do Comitê Organizador Rio 2016, confirmou que não pagarão pelas telas dos atletas, mas que instalarão, no entanto, ar condicionado nos quartos do parque olímpico, já que isto é “mais eficiente”.

“Nos oferecemos a pagar pelo ar condicionado. Com isto não necessitamos de nenhum mosquiteiro, já que será possível controlar a temperatura do quarto. É mais eficiente que uma tela”, afirmou.

O presidente do Comitê Organizador dos Jogos mostrou apoio à proposta do COI de criar uma equipe de esportistas refugiados.

“Falamos com eles e somos totalmente a favor desta iniciativa. O COI decidirá quantos competem, mas têm que saber que nossas portas estão abertas. Será uma contribuição muito positiva”, declarou Nuzman, que voltou a elogiar o “legado que deixarão os Jogos no país”.

“Conseguimos levar os Jogos Olímpicos para uma região do mundo onde nunca antes tinham sido realizados: América Latina. Quando se estudou a candidatura, quisemos chegar a todos os cantos da cidade do Rio. O legado estará aí”, acrescentou o líder brasileiro, que prometeu que não serão deixados “elefantes brancos”.

Nuzman, além disso, falou que acredita que o ex-presidente da Fifa João Havelange, que completará 100 anos em 8 de maio, irá aos Jogos.

“Espero que esteja com boa saúde e que possa comparecer. Completa 100 anos em maio”, afirmou.

Perguntado pelo fato de que até o momento só foram vendidas 50% das entradas para os Jogos, que serão realizados entre 5 e 21 de agosto, Nuzman garantiu que “os brasileiros adoram comprar as entradas de última hora” e indicou que acredita que finalmente todas sejam vendidas.

“Já foram vendidas muitas, mas os brasileiros amam comprar seus tíquetes no final. Isto mesmo ocorreu na Copa do Mundo de futebol de 2014 e acredito que agora passará exatamente o mesmo”, ressaltou o presidente do Comitê Organizador dos Jogos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s