Onda de lama de barragens deve chegar ao Espírito Santo

Lama se desloca ao longo do Rio Doce após rompimento de duas barragens na cidade de Mariana, em Minas Gerais e deve chegar ao estado na segunda-feira

A onda de lama que se desloca ao longo do Rio Doce em função do rompimento de duas barragens na região de Mariana (MG) deve chegar ao Espírito Santo na segunda-feira (9). A informação é do Serviço Geológico do Brasil, que monitora a situação. A onda de cheia deixou em estado de alerta municípios mineiros ao longo da calha do rio.

O boletim de monitoramento informa que a previsão é que a onda de cheia atinja Colatina na tarde de segunda-feira e Linhares, na noite de segunda para terça-feira (10), ambas no Espírito Santo. O Serviço Geológico do Brasil informa que a onda de cheia não vai causar, necessariamente, enchentes nos municípios.

O serviço monitora continuamente o Sistema de Alerta da Bacia do Rio Doce que abrange o leste de Minas Gerais e do Espírito Santo. O objetivo é alertar 15 municípios da bacia quanto ao risco de ocorrência de enchentes. Os municípios são: Ponte Nova, Nova Era, Antônio Dias, Coronel Fabriciano, Timóteo, Ipatinga, Governador Valadares, Tumiritinga, Resplendor, Galileia, Conselheiro Pena e Aimorés, no estado de Minas Gerais, e Baixo Guandu, Colatina e Linhares no Espírito Santo.

A prefeitura de Linhares divulgou um comunicado em que não menciona o risco de enchentes. Segundo a nota, não há risco de contaminação da bacia que abastece de água a cidade.

A prefeitura de Colatina informou que está monitorando a situação e a previsão é que ao longo da cidade o nível do Rio Doce seja elevado em cerca de 1,5 metros. Em nota, a prefeitura diz que não há razão para alardes sobre inundações no município.

A prefeitura de Governador Valadares, município que tem previsão de ser atingido pela onda de cheia na madrugada do domingo (8), também divulgou comunicado informando que a lama deverá passar pela calha do Rio Doce. A Defesa Civil local prevê que o rio permanecerá no seu leito, sem provocar inundação.

O último boletim de monitoramento foi divulgado no fim da tarde de ontem (6), e as informações serão atualizadas ao longo deste sábado (7).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s