Os senadores que mais gastam dinheiro público com celular

No primeiro semestre, o Senado gastou R$ 255 mil com contas de celular. Faturas mais caras coincidem com impeachment

Brasília – Os gastos elevados dos senadores com celulares institucionais não refletem a necessidade de apertar os cintos com o uso do dinheiro público. Apenas no primeiro semestre de 2016, os parlamentares desembolsaram R$ 255.704,18.

Se a média for mantida, ao final do ano, os gastos ultrapassarão a cifra do meio milhão de reais. Nos primeiros seis meses do ano, cada parlamentar gastou em média R$ 526,14 mensalmente.

No início da semana, a Procuradoria da República do Distrito Federal entrou com ação civil pública na Justiça para que o Senado estabeleça um limite de gastos dos parlamentares com celulares institucionais.

De acordo com o Ministério Público Federal, a ação judicial tem como objetivo evitar a “utilização desvirtuada” do benefício e impedir “despesas lesivas ao Patrimônio Público.”

Entre os 22 parlamentares que declararam seus gastos com telefonia móvel no site do Senado, 77,3% gastam mais de R$ 350,00 – valor que deve ser estabelecido como limite futuramente. Os parlamentares não são obrigados a declarar os gastos no site de Transparência do Senado.

Benedito de Lira (PP-AL) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) lideram a lista dos parlamentares mais gastões com celular institucional. Os senadores desembolsaram em média R$ 1.308,35 e R$ 1.191,12 por mês no primeiro semestre, respectivamente.

Entre janeiro e junho, os gastos de celular do gabinete do senador Aécio Neves (PSDB-MG) foram em média R$ 907,41 mensalmente. De acordo com a assessoria de imprensa de Aécio, o senador não utiliza o celular institucional concedido pelo Senado aos parlamentares.

Coincidência ou não, as faturas passaram a registrar cifras mais expressivas a partir de março, quando o processo de impeachment começou a ser debatido com mais ênfase no Congresso.

Por outro lado, Flexa Ribeiro (PSDB-PA) foi o mais econômico entre janeiro e junho de 2016. Nesse período, o gasto médio do parlamentar com o celular institucional foi de R$ 63,36.

Correção: Diferentemente do informado anteriormente, o valor de R$ 1.432,92 não era referente ao gasto médio do senador Aécio Neves com celular institucional. O valor incluía as faturas do telefone fixo e dos aparelhos móveis do gabinete do tucano. No primeiro semestre, o gasto médio do gabinete de Aécio com os dois telefones celulares foi de R$ 907,41 por mês.  

//e.infogr.am/js/embed.js?2FJ

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s