Partido vai à Justiça para impedir nomeações no governo

O Solidariedade vai entrar com ações para tentar impedir o governo de nomear novos cargos até a votação do impeachment

Brasília – O Solidariedade vai entrar com ações civis públicas na Justiça Federal das 27 unidades da Federação para tentar impedir o governo de nomear novos cargos até a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff, anunciou nesta terça-feira o presidente do partido, deputado Paulo Pereira da Silva (SP).

“O que ela (a presidente) está fazendo é trocar cargo por voto. O país já não anda bem, e você ter um punhado de incompetentes nos cargos do governo vai levar o país a uma situação pior ainda”, disse o deputado a jornalistas.

Procurada, a Advocacia-Geral da União (AGU) não tinha uma posição imediata sobre o assunto.

Mais informações em instantes

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s