Passagem de frente alivia calor de 35º C em São Paulo

Segundo meteorologista, a virada ocorreu bruscamente, o que é “normal”

São Paulo – Depois de ultrapassar 35 graus Celsius pelo segundo dia seguido, a temperatura está em queda na capital paulista, efeito do vento soprado da brisa do mar.

De acordo com o meteorologista Michael Pantera, do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), órgão da prefeitura, essa mudança é influenciada por uma frente fria de fraca intensidade que está atuando na divisa entre o Paraná e São Paulo.

“Essa frente fria favorece os ventos marítimos e deve provocar chuvas isoladas mais para as cidades litorâneas no sábado (17) e domingo (18). Hoje (16), pode chover fraco à noite na cidade de São Paulo”, afirmou Pantera.

Segundo o meteorologista, a virada ocorreu bruscamente, o que é “normal”. Em apenas uma hora, os medidores de rua da prefeitura registraram, no Bairro de Santana, na zona norte, expressiva queda, com a temperatura caindo de 35,6ºC, às 13h ,para 29,6º C, às 14h. 

A sensação era de mais calor ainda, porque a umidade relativa do ar tinha baixado para 22.03%, inferior aos 30%, que é marca mínima tolerável pela Organização Mundial de Saúde (OMS), configurando estado de atenção. Uma hora depois, a umidade alcançava 60.51%.

Na região da Sé, no centro da cidade, a temperatura máxima mostrada pelas estações meteorológicas automáticas do CGE atingiu 34.99ºC, às 12h50, caindo para 27.11º C, às 14h50. Foi ainda mais expressiva a alteração da umidade relativa do ar, de 23.40% para 62.15%.

Conforme Michael Pantera, o tempo seco e estável dificulta a dispersão de poluentes, prejudicando a qualidade do ar nos grandes centros urbanos.

“Em dias secos, recomenda-se ingerir bastante água, abrigar-se do sol e evitar a prática de exercícios físicos nas horas mais quentes do dia”, informou o nota técnica publicada no site do CGE. O órgão prevê que, no sábado, a temperatura máxima deve ficar em torno de 26%. A mesma oscilação é esperada para domingo.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a capital paulista registrou ontem (15) o segundo dia mais quente do ano, atingindo 35,8°C na Estação do Mirante de Santana. Foi a sexta marca desde 1943, quando começaram a ser feitas as medições, e equivalente à medição de 19 de janeiro deste ano.

O recorde de 2015 até agora ocorreu em 19 de janeiro (36,5°C). Desde 1943, os dias mais quentes em outubro foram registrados em 2014 e 2012. A maior temperatura foi verificada em 17 de outubro do ano passado, com 37,8°.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s