PDT vai entrar na terça-feira com pedido de cassação de Jucá

Brasília – O PDT anunciou que vai entrar nessa terça-feira, 24, com uma representação contra o senador licenciado Romero Jucá, atual ministro do Planejamento.

Acompanhados do presidente do partido, Carlos Lupi, os senadores Telmário Mota (PDT-RR) e Lasier Martins (PDT-RS), vão entrar com um pedido de cassação do mandado do senador por quebra de decoro parlamentar.

Mais cedo, Telmário Mota, que é rival de Jucá em Roraima, já havia anunciado que entraria com pedido de cassação do peemedebista.

Entretanto, a representação contra um senador no Conselho de Ética só pode ser feita pelo presidente de um partido político.

O pedido de cassação terá por base a conversa revelada pelo jornal Folha de S. Paulo entre Jucá e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado.

Na conversa, Jucá sugere a existência de um pacto para obstruir a operação Lava Jato e diz que é preciso “estancar a sangria”.

Na mesma gravação, Jucá sugere ainda que uma solução para travar a operação da Polícia Federal seria por meio do impeachment da presidente Dilma Rousseff e a consequente ascensão do vice Michel Temer.

Mesmo antes do início do governo provisório de Temer, Jucá já se destacava como um dos principais aliados do presidente.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s