PF identifica mais 2 empresas envolvidas em desvios

A força-tarefa mencionou ainda ter aparecido, em meio às investigações, o nome de um jornalista que teria recebido recursos oriundos de corrupção na Petrobras

São Paulo e Brasília – Na 17ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta segunda-feira, 03, a Polícia Federal fala na divisão do esquema de corrupção na Petrobras em três núcleos: dos empreiteiros, de recebedores e de laranjas.

Nesta etapa, a Lava Jato prendeu preventivamente o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, seu irmão Luiz Eduardo de Oliveira e Silva e o ex-assessor do petista Roberto Marques. Ao todo foram 40 mandados judiciais, sendo os três de prisão preventiva, 26 de busca e apreensão, cinco de prisão temporária e seis de condução coercitiva.

Além das empresas mapeadas até aqui, usadas nos repasses para Dirceu, como a Jamp do lobista Milton Pascowitch, e a JD do próprio Dirceu, a PF diz ter identificado outras duas empresas que também eram usadas nesses desvios.

Jornalista

A força-tarefa mencionou ainda ter aparecido, em meio às investigações, o nome de um jornalista que teria recebido recursos oriundos de corrupção na Petrobras.

Os investigadores disseram que, por ora, não foi pedida a prisão desse jornalista. A identidade dele ou do veículo para o qual trabalha não foram reveladas.

Segundo a investigação, Dirceu teria montado um sistema de repasses para veículos e jornalistas, mas essa parte da investigação ainda será aprofundada.

“Uma parcela do dinheiro foi paga claramente para toda estrutura de mídia que Dirceu montou na época do mensalão”, disse o delegado Márcio Adriano Anselmo.

Um mandado de prisão da operação que seria cumprido hoje não o foi. Segundo Anselmo, a pessoa não é um político, mas ele evitou dar maiores detalhes sobre a identidade para não prejudicar o andamento do processo. O delegado disse também que a prisão era referente a um mandado pendente ainda da 14ª fase da Lava Jato.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s