Planalto recebeu com “ceticismo” julgamento de Cunha

Para interlocutores da presidente, "dificilmente o Supremo vai sair desta postura protelatória"

Brasília – O Palácio do Planalto recebeu com ceticismo a notícia de que o Supremo Tribunal Federal (STF) marcou para amanhã o julgamento da ação protocolada pela Rede Sustentabilidade que pede o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do cargo.

Para interlocutores da presidente, “dificilmente o Supremo vai sair desta postura protelatória”.

Às vésperas do julgamento da admissibilidade do impeachment no Senado, a aposta é que a Suprema Corte adie uma decisão amanhã.

“Acredito que alguém deve pedir vista e deixar para depois”, disse uma fonte do Planalto. A ação de descumprimento de preceito fundamental (ADPF) foi colocada em pauta a pedido do relator, ministro Marco Aurélio Mello, e autorizada pelo presidente do STF, Ricardo Lewandowski.

A Rede havia entrado com o pedido um dia antes, na terça-feira.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s