PM diz não ter sido avisada sobre transferência de Delcídio

O ex-líder do governo foi preso no dia 25 de novembro, acusado de tentar barrar as investigações da Operação Lava Jato

São Paulo – Quatro dias após a decisão do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), ter autorizado a transferência do senador Delcídio Amaral (PT/MS) para o quartel da Polícia Militar do Distrito Federal, o parlamentar não deixou a Superintendência da Polícia Federal, em Brasília.

O ex-líder do governo foi preso no dia 25 de novembro, acusado de tentar barrar as investigações da Operação Lava Jato.

A transferência de Delcídio foi comunicada à Polícia Federal, mas depende de uma posição do Comando Geral da PM quanto ao batalhão que receberá o senador.

A assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que ainda não foi notificada oficialmente sobre a remoção de Delcídio.

O pedido sobre a transferência foi feito pela defesa do senador e teve parecer favorável da Procuradoria-Geral da República.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s