PM usa bombas de efeito moral para reprimir alunos da USP

Os policiais atiraram as bombas perto das avenidas Brigadeiro Faria Lima e Rebouças, mesmo local em que, ontem (3), a manifestação foi reprimida com violência

A Tropa de Choque da Polícia Militar (PM) usou bombas de efeito moral para reprimir a manifestação de estudantes da Universidade de São Paulo (USP) contrários ao fechamento de 93 escolas pelo governo estadual.

Os policiais atiraram as bombas na altura do cruzamento entre as avenidas Brigadeiro Faria Lima e Rebouças, mesmo local em que, ontem (3), a manifestação foi reprimida com violência.

O grupo, de aproximadamente 100 estudantes, saiu por volta das 7h30 do portão principal da USP e seguiu em caminhada até a região de Pinheiros, onde pretende se unir ao ato de alunos secundaristas da Escola Estadual Fernão Dias, que está ocupada desde o dia 10 do mês passado.

O ato dos universitários, a maioria do curso de licenciatura, é para tentar garantir a profissão dos futuros professores da rede estadual.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s