Quem são os 26 brasileiros citados por ora no Panama Papers

Segundo a investigação, ao menos 107 offshores foram criadas para pelo menos 57 brasileiros envolvidos no esquema de corrupção na Petrobras.

São Paulo – Entre as figuras públicas citadas nos documentos do maior vazamento sobre corrupção da história, 26 já tiveram o seu nome divulgado. O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, o ex-deputado federal João Lyra e o senador Edison Lobão aparecem vinculados ao esquema de paraísos fiscais no exterior.

A investigação revela que ao menos 107 offshores (empresas abertas no exterior em paraísos fiscais) foram criadas para pelo menos 57 brasileiros envolvidos no esquema de corrupção na Petrobras. Os outros personagens devem ser revelados nas próximas reportagens da série Panama Papers, que obteve os documentos.

“As offshores são ligadas à empreiteira Odebrecht e às famílias Mendes Júnior, Schahin, Queiroz Galvão, Feffer (controladora do grupo Suzano) e a Walter Faria, do Grupo Petrópolis”, diz o Panama Papers.

O vazamento global foi divulgado no último domingo (3) pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ) na reportagem Panama Papers. Cerca de 11,5 milhões de documentos oriundos das atividades da empresa Mossack Fonseca revelaram que a companhia operava na ocultação de dinheiro de políticos e figuras públicas ao redor do mundo.

De acordo com a rede internacional de jornalistas, a Mossack Fonseca já era investigada pela Operação Lava Jato desde janeiro deste ano, quando a Polícia Federal deflagrou a 22ª etapa que mirou nas atividades da empresa. 

O jornal britânico, The Guardian, destacou alguns pontos importantes sobre a fonte do vazamento, a empresa Mossack Fonseca. Veja abaixo.

O que é a Mossack Fonseca?

É uma consultoria e firma de advocacia do Panamá que presta serviços como a incorporação de empresas a jurisdições offshore, tais como as Ilhas Virgens Britânicas, além da administração dessas firmas por uma taxa anual.

A Mossack Fonseca é a quarta maior fornecedora de serviços offshore do mundo e já foi contratada por mais de 300 mil empresas. Quase metade dos seus clientes está registrada em paraísos fiscais administrados pela coroa britânica, ou no próprio Reino Unido.

Quem são os clientes da Mossack Fonseca?

A operação da firma internacional de origem panamenha é sustentada por 600 colaboradores em 42 países. A Mossack Fonseca opera em paraísos fiscais como as Ilhas Virgens Britânicas, o Chipre e a Suíça, além de territórios britânicos como Guernsey, Jersey e Isle of Man.

Veja quem são os brasileiros citados direta ou indiretamente na série Panama Papers.

Nome Cargo atual Partido
Ângelo Marcus de Lima Cota Diretor financeiro da empreiteira Mendes Júnior #
Carlos de Queiroz Galvão Sócio controlador da construtora Queiroz Galvão #
Carlos Eduardo Schahin Empresário e ex-diretor do Banco Schahin #
Delfim Netto Economista e ex-ministro da fazenda #
Edison Lobão Senador (PMDB-MA)
Eduardo Cunha Presidente da Câmara dos Deputados (PMDB-RJ)
Etivaldo Vadão Gomes Ex-deputado federal PP
Gabriel Nascimento de Lacerda Filho do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB) #
Jefferson Eustáquio Superintendente da empreiteira Mendes Júnior #
Jésus Murilo Vale Mendes Presidente da empreiteira Mendes Júnior #
João Augusto Rezende Henriques Empresário #
João Lyra Ex-deputado (PSD-AL)
José Augusto Ferreira dos Santos Ex-banqueiro e amigo do Senador Edison Lobão #
Luciano Lobão Filho do senador Edison Lobão (PMDB-MA) #
Luiz Eduardo da Rocha Soares Ex-executivo da Odebrecht #
Milton de Oliveira Lyra Filho Empresário #
Newton Cardoso Ex-governador de MG (PMDB-MG)
Newton Cardoso Jr Deputado Federal (PMDB-MG)
Olívio Rodrigues Júnior Sócio da empresa JR Graco Assessoria e Consultoria Financeira #
Saul Sabbá Diretor Presidente do Banco Máxima #
Sérgio Guerra Ex-senador e ex-presidente nacional do PSDB (PSDB)

Veja quem são os personagens com offshores legais:

Nome Cargo atual Partido
Gabriel Junqueira Pamplona Filho de Paulo Skaf, presidente da FIESP #
Max Roberto Bornholdt Advogado na Bornholdt Advogados e Ex-secretario de Estado da Fazenda de Santa Catarina #
Paulo Octávio Ex-governador do DF PP
Rodrigo Meyer Bornholdt Adovgado na Bornholdt Advogados – foi candidato a deputado estadual em Santa Catarina pelo PDT #
Família Feffer Controladora do grupo Suzano #

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s