Richa é investigado por participar de esquema de corrupção

O tucano foi mencionado durante as investigações da Operação Publicano, que aponta um esquema de corrupção na Receita Estadual

São Paulo – O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), é investigado em um inquérito aberto no último dia 21 de janeiro pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).

O tucano foi mencionado durante as investigações da Operação Publicano, que aponta um esquema de corrupção na Receita Estadual.

O nome de Richa foi mencionado pelo auditor fiscal Luiz Antônio de Souza, principal delator da operação no Paraná. Segundo ele, recursos desviados por meio de propina teriam sido desviados para a campanha que reelegeu o governador em 2014. Se as investigações da PGR apontarem indícios de envolvimento do tucano, ele pode ser denunciado e virar réu.

O colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, informou que o relator do caso no STJ é o ministro João Otávio de Noronha.

Segundo informações do jornal Gazeta do Povo, sete delegacias regionais do Estado arrecadaram R$ 4,3 milhões, dinheiro todo repassado à campanha de reeleição de Richa.

Todo o esquema seria comandado, de acordo com o delator, pelo auditor fiscal Márcio de Albuquerque Lima, que chegou a ser companheiro do governador em provas automobilísticas.

As ordens seriam ainda coordenadas por Luiz Abi Antoun, parente de Richa – o qual se referiu a ele como “um primo distante”. Tanto o governador do Paraná quanto o PSDB estadual já negaram qualquer irregularidade na campanha de 2014 ou envolvimento no esquema de corrupção.

Publicidade

Em outra frente, a PGR analisa a possibilidade de investigar Richa por suposto envolvimento no esquema de corrupção detectado na Secretaria Estadual de Educação.

O irmão da vice-governadora Cida Borghetti foi preso e o nome de um secretário estadual, irmão de Richa, foi mencionado durante as investigações.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s