Rodovias paulistas têm redução de 21,8% no número de mortes

A redução é a maior já registrada em período igual nos 16 anos do programa paulista de concessões rodoviárias

Sorocaba – O número de mortes por acidentes nas rodovias concedidas do Estado de São Paulo caiu 21,8% de janeiro a setembro deste ano, em comparação com igual período do ano passado.

De acordo com estatística divulgada nesta segunda-feira, 16, pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), tanto o número de acidentes quando o de feridos caíram 10% no mesmo período.

A redução é a maior já registrada em período igual nos 16 anos do programa paulista de concessões rodoviárias. Em 2014, no entanto, o número de mortes tinha subido 10,6% em relação ao ano anterior.

A pesquisa, que levou em conta os 6,4 mil quilômetros de estradas sob administração privada com cobrança de pedágio, mostra que os atropelamentos de pedestres já são a principal causa de mortes nas rodovias.

No primeiro semestre deste ano, 92 pessoas morreram atropeladas, 29% das mortes.

O número é, no entanto, 29,7% menor que no primeiro semestre de 2014, quando houve 131 mortes.

A agência atribui a redução em acidentes e mortes aos investimentos para tornar as rodovias mais seguras. Nos últimos 16 anos, segundo a Artesp, além de terem sido investidos R$ 16 bilhões em obras, serviços e sinalização, foi adotado o conceito de “rodovia que perdoa”.

Nesse conceito, segundo o diretor da Artesp, Giovanni Penge Filho, as estradas são dotadas de mecanismos que absorvem eventuais erros dos motoristas.

A duplicação de 276,5 km de rodovias, construção de 150 km de vias marginais e campanhas como a de uso do cinto de segurança também contribuíram para os resultados.

Sistemas que incluem as rodovias Raposo Tavares e Castelo Branco, em trechos mais distantes da capital, apresentaram as maiores reduções de acidentes.

Ainda segundo a Artesp, desde 2000, a taxa de acidentes fatais, medida com base no índice de mortes por 100 milhões de veículos por quilômetro, caiu de 5,32 para 2,57.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s