Rússia: 14 mortos; superávit recorde…

As mulheres na Previdência

O governo desistiu de tentar igualar, na reforma da Previdência, a idade mínima de aposentadoria de homens e mulheres, informa o jornal Valor. A proposta enviada ao Congresso fixou a idade de 65 anos para os homens, mas tem três possibilidade em análise para as mulheres. Uma das ideias é fixar a idade em 62 ou 63 anos; outra, de criar um bônus para as mulheres que tenham filhos, algo como 5% a mais para cada filho; a terceira é igualar a idade no futuro, adotando um modelo de transição. O governo mudou a estratégia porque temia perder votos femininos importantes no Congresso, segundo o jornal.

FHC: problema de confiança

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse, nesta segunda-feira, que uma eleição indireta, por meio do Congresso, poderia atrapalhar ainda mais o país. Isso poderá acontecer caso o Tribunal Superior Eleitoral casse a chapa Dilma-Temer, vencedora das eleições de 2014. A declaração foi dada em entrevista à rádio CBN. FHC elogiou Temer e ressaltou a necessidade de uma reforma política. “A meu ver, o governo do presidente Michel Temer tem tentado acertar e tem acertado, em alguns pontos, na área econômica. O problema não é de cunho econômico hoje, é de confiança. Não no presidente Temer, mas nos políticos no geral. Houve uma espécie de desmoralização e o sistema político-partidário-eleitoral que está aí montado não tem mais a confiabilidade da população. Isso é visível. Houve uma fragmentação partidária enorme. São 30 e poucos partidos no Congresso, e isso é inviável”, disse.

Reunião da Carne Fraca

O presidente Michel Temer recebeu os governadores do Paraná e de Goiás, o vice de Santa Catarina e representantes de outros estados produtores de carne para discutir quais os próximos passos que devem ser tomados pelo Executivo após a Operação Carne Fraca. Feita pela Polícia Federal, a operação teve como alvo 21 frigoríficos. Na reunião, o presidente mostrou quais ações o Planalto tomou para solucionar a crise no setor e ouviu dos políticos um pedido para o fim da participação dos fundos de pensão de empresas estatais na administração das empresas. Segundo eles, isso ajudaria para que não fossem feitas escolhas políticas, e sim técnicas, para os cargos de gestão.

“Não rompi”

Depois da polêmica sobre seu possível “rompimento” com o governo Michel Temer, o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), negou o fato. Em entrevista a uma TV do Alagoas, o senador disse que “o que está ficando claro são posições diferentes do PMDB e do governo”. Calheiros ainda disse que deu um conselho a Temer. “Conversei com o presidente Temer várias vezes, e ele chegou a perguntar se a agilização do julgamento [da chapa Dilma-Rousseff-Temer] do TSE iria ajudar na devolução da legitimidade. E eu disse: ‘Sinceramente, acho que não. Acho que vai devolver a legitimidade perdida é acertar a mão, escalar melhor, jogar para frente’. Do jeito que está, está parecendo com a seleção do Dunga – e não precisamos mais do Dunga, precisamos do Tite para nos levar a um porto seguro”. Ele ressaltou que é “normal e democrático” que haja divergência dentro do partido.

Superávit recorde

O superávit da balança comercial chegou a 7,1 bilhões de dólares em março, o melhor resultado para o mês desde o início da série histórica, em 1989. A informação é do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Nas exportações, o montante foi de 20 bilhões de dólares, um aumento de 20,1% em relação ao mesmo mês de 2016. As importações também aumentaram, subindo 7,1% em relação a março do ano passado, chegando a 12,9 bilhões de dólares. Nos três primeiros meses de 2017, a balança comercial já registra saldo positivo de 14,4 bilhões de dólares. Mesmo com a Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, as exportações de carne subiram 9% em março em comparação ao mesmo mês de 2016. Apesar disso, o ministério notou que as exportações do setor caíram no final do mês, após o anúncio da operação.

Carros em alta

O número de carros novos vendidos em março registrou o primeiro aumento em mais de dois anos. Foram 189.143 veículos no último mês, uma alta de 5,5% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando foram vendidos 179.279 exemplares. Os dados são da Fenabrave, federação dos distribuidores. Na comparação anual, a última alta havia sido em dezembro de 2014. Na comparação com fevereiro, o número de carros vendidos subiu 39,4%. Apesar do dado positivo, no trimestre o setor registrou queda de 1,94% nas vendas em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. De janeiro a março foram emplacados 472.004 veículos.

Rússia: homem bomba

Quatorze pessoas morreram e cerca de 45 ficaram feridas em uma explosão que destruiu um vagão do metrô de São Petersburgo nesta segunda-feira, no que as autoridades chamaram de provável ataque terrorista. O presidente russo Vladimir Putin, que estava na cidade quando a explosão aconteceu, visitou o local na noite de segunda-feira e colocou flores vermelhas em um santuário improvisado para as vítimas. A agência russa Interfax informou, citando um agente de segurança, que um homem-bomba foi o responsável pela explosão no metrô. A fonte também disse à Interfax que as autoridades tinham identificado o suposto homem-bomba e que o suspeito tinha 23 anos e era da Ásia central, tendo carregado o artefato explosivo na estação de metrô em uma mochila. Autoridades do Quirguistão afirmam ter identificado o possível terrorista, um jovem nascido em 1995.

OEA vs. Venezuela

A Organização dos Estados Americanos (OEA) aprovou nesta segunda-feira, em sessão extraordinária, uma declaração que afirma que na Venezuela há uma “alteração inconstitucional da ordem democrática”. A OEA exige que o governo de Nicolás Maduro garanta a separação e independência de poderes e restaure “a plena autoridade” do Congresso, de maioria opositora. “As decisões do Tribunal Supremo são incompatíveis com a prática democrática e representam uma violação da ordem constitucional da Venezuela”, frisa a declaração. No momento da apresentação e debate da resolução, não estiveram presentes representantes de Bolívia, Venezuela e Nicarágua, que deixaram a sessão após denunciarem que a reunião tinha caráter “ilegal” e era um “golpe de Estado institucional” por ter sido realizada apesar de a Bolívia, titular da presidência do Conselho, a ter suspendido de manhã.

Boicote ao juiz de Trump

No Senado americano, democratas afirmam ter conseguido votos suficientes para barrar a nomeação de Neil Gorsuch, escolhido do presidente Donald Trump para a Suprema Corte. Depois de Gorsuch ser aprovado pela Comissão de Justiça nesta tarde, a etapa final é uma votação com todos os senadores, na sexta-feira 7. São necessários 60 votos para que uma nomeação seja confirmada, mas os republicanos têm maioria de 52 a 48 cadeiras e afirmam que vão tentar burlar essa regra. No passado, um nomeado do ex-presidente Barack Obama que foi barrado pela maioria republicana no Senado não chegou nem mesmo a ser aprovado nas comissões iniciais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s