Se eu for condenada, o golpe será irreversível, diz Dilma

"Quando você não tem um presidente culpado de um crime de responsabilidade, o que tem é um golpe parlamentar", disse Dilma

Brasília – A presidente afastada Dilma Rousseff destacou nesta segunda-feira que não está dizendo que há hoje um golpe de Estado, já que o processo de impeachment ainda está em curso no Senado, mas que um golpe “irreversível” se consumará caso os parlamentares a condenem.

“Quando você não tem um presidente culpado de um crime de responsabilidade, o que tem é um golpe parlamentar”, disse Dilma na sessão de julgamento do impeachment.

Respondendo ao senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), a petista disse também que não teria por que recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o impeachment uma vez que o mesmo ainda não foi votado pelo Senado, seguindo o que prevê a Constituição.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s