Secretária de Política para Mulheres é investigada

Ex-deputada Fátima Pelaes (PMDB-AP) é apontada como suspeita de ter integrado uma "articulação criminosa" que desviou R$ 4 milhões para uma ONG fantasma

São Paulo – O Diário Oficial da União publicou ontem a nomeação da ex-deputada Fátima Pelaes (PMDB-AP) para a Secretaria de Políticas para as Mulheres.

Desde 2011, ela é apontada pela Procuradoria-Geral da República como suspeita de ter integrado uma “articulação criminosa” que desviou R$ 4 milhões para uma ONG fantasma.

Em 2013 o Supremo abriu inquérito para apurar o caso. Como ela deixou de ser deputada, a ação corre agora na Justiça Federal do Amapá.

Fátima tem dito que confia no trabalho da polícia e da Justiça e que será comprovado que ela não desviou o dinheiro.

A nomeação causou polêmica também porque ela se declarou contra a descriminalização do aborto. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s