Senador Aloysio Nunes deixa comissão do impeachment

Aloysio deixou o colegiado alegando "acúmulo de funções". A decisão foi lida na terça-feira, 7, em plenário pelo presidente do Senado

Brasília – Líder do governo no Senado, Aloysio Nunes (PSDB-SP), não vai participar da reunião da comissão do impeachment nessa quarta-feira, 8, em que começam a ser ouvidas as testemunhas de acusação.

Aloysio deixou o colegiado alegando “acúmulo de funções”. A decisão foi lida na terça-feira, 7, em plenário pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Antes de deixar a comissão, Aloysio apresentou um recurso ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, pedindo que fosse reduzido de 32 para 16 o número de testemunhas da defesa da presidente afastada Dilma Rousseff.

O recurso foi negado na terça, pouco antes do anúncio da saída do tucano da comissão.

Aloysio será substituído pelo colega de partido Ricardo Ferraço (PSDB-ES), que era suplente do PSDB na comissão.

Apesar de não ser membro titular, Ferraço participou ativamente da primeira fase da comissão, em abril. Para a vaga da suplência, o PSDB indicou Ataídes de Oliveira (PSDB-TO).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s