STF concede prisão domiciliar a advogado de Cerveró

O advogado Edson Ribeiro atuou na defesa do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras na Operação Lava Jato

Brasília – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki concedeu hoje (24) prisão domiciliar ao advogado Edson Ribeiro, que atuou na defesa do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró na Operação Lava Jato.

Ribeiro está preso desde novembro do ano passado em um presídio do Rio de Janeiro.

Edson Ribeiro é investigado na fase da Lava Jato que prendeu, no ano passado, o senador Delcídio do Amaral (PT-MS); e o chefe de gabinete do senador, Diogo Ferreira; e o banqueiro André Esteves, dono do Banco BTG Pactual. Ribeiro é o único que ainda está preso.

As prisões dessa fase da operação foram embasadas por uma gravação apresentada à Procuradoria-Geral da República por Bernardo Cerveró, filho de Nestor Cerveró.

Segundo a procuradoria, Delcídio ofereceu R$ 50 mil por mês para a família de Cerveró e ajuda em um plano de fuga para evitar a delação premiada do ex-diretor. De acordo com as investigações, Edson Ribeiro participou da negociação.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s