Suplicy é preso ao protestar contra reintegração de posse

A informação foi adiantada pela assessoria do político, em postagem no Facebook

São Paulo – O ex-senador e pré-candidato a vereador Eduardo Suplicy (PT) foi preso nesta segunda-feira (25) em protesto contra a reintegração de posse de um terreno na Cidade Educandário, região da Rodovia Raposo Tavares, Zona Oeste de São Paulo.

A informação foi adiantada pela assessoria do político em postagem no Facebook.

Suplicy foi levado para o 75º DP, do Jardim Arpoador, e conversa agora com o delegado de plantão, que definirá se será registrada ocorrência e qual o motivo de prisão.

A assessoria da Polícia Militar não soube dar mais informações. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) disse que Suplicy “desobedeceu a ordem dos oficiais de justiça de desobstruir a via e teve que ser retirado do local pelos policiais”.

Segundo a Prefeitura de São Paulo, são 211 famílias que ocupam a área na Rua Carlos Faria, que pertence ao município. Segundo o orgão, a região apresenta risco de desabamento, o que inviabilizaria a construção de moradia popular. 

“A Defesa Civil do município estudou a possibilidade de retirar apenas parte dos barracos, mas concluiu que isso colocaria os demais barracos em risco, por causa da fragilidade estrutural do conjunto”, diz nota. 

O protesto teve início durante a madrugada e moradores montaram barricadas com colchões e madeiras nas entradas do terreno. De acordo com o portal G1, tentaram impedir a aproximação do oficial de Justiça atravessando um ônibus na via.

Segundo o jornal o Estado de S. Paulo, houve confronto com a PM depois que uma criança foi atingida por bomba de gás lacrimogênio. 

De acordo com a PM, um agente da polícia chegou a ser ferido por estilhaço de bala de arma de fogo no colete durante a confusão, mas passa bem.

*Atualizado às 15h25 para inclusão da resposta oficial da SSP.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s