Temer acena que não haverá debandada do PMDB do governo

O vice-presidente se reunirá com Dilma às 19h30 e afirmou que falará com jornalistas após o encontro

Brasília – O vice-presidente da República, Michel Temer, fez nesta quarta-feira um gesto negativo ao ser perguntado por jornalista se haveria debandada do seu partido, o PMDB, do governo, em meio ao pedido de abertura de processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Temer, que teve uma carta de desabafo escrita à Dilma vazada na noite de segunda-feira, disse que o país vive “num regime de uma normalidade democrática extraordinária” e que “as instituições estão funcionando”.

O vice-presidente se reunirá com Dilma às 19h30 e afirmou que falará com jornalistas após o encontro.

Mais informações em instantes.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s