Universidade vai gastar mais com salários do que recebe

No acumulado do ano, 100,9% dos repasses devem ser comprometidos com a folha salarial, valor mais alto dos últimos 20 anos

São Paulo – A Unesp prevê gastar mais do que recebe do governo do Estado com salários de professores e técnicos. O desequilíbrio nas contas, diz a reitoria, é motivado pela desaceleração econômica e pela queda de arrecadação.

Em 2015, a universidade estima repasses de R$ 2,1 bilhões do Tesouro – R$ 150 milhões a menos do que o previsto.

No acumulado do ano, 100,9% dos repasses devem ser comprometidos com a folha salarial, valor mais alto dos últimos 20 anos. Para honrar todos os compromissos, a Unesp prevê usar R$ 367 milhões de verbas próprias no ano, a maioria retirada de sua reserva bancária.

“Não é a universidade que exagerou nas contratações e aumentou a folha a ponto de o impacto ficar maior do que o dinheiro do Tesouro”, diz o reitor, Julio Cezar Durigan. “O problema é que a arrecadação diminuiu.”

A Unesp vive de uma cota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) estadual, que caiu 4,5%, em termos reais, em 12 meses. Já suspendeu contratações e a progressão de carreiras e fez cortes de gastos de custeio e obras.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s