10 dicas para se dar bem em português num concurso público

Diogo Arrais, professor do Damásio Educacional, descreve a rotina ideal de um cancidato em meio à alardeada crise dos concursos públicos

Com a suposta crise dos concursos públicos, alguns candidatos têm me procurado com diversos questionamentos. Que fazer agora? Como estudar? 

Por mais que um ou outro concurso não seja autorizado pelo governo, não há possibilidade de extinção dos processos seletivos.

A questão é ficar antenado e preparar um calendário de estudos para o próximo ano. Afastar-se de curso preparatório é um grande risco.

Na vida de um atleta profissional, por exemplo, é levada em consideração a seguinte estrutura: técnico, academia, equipamento de treino e competição, nutrição, patrocinadores, planilha de treino semanal, calendário de competições. Somam-se a isso recuperação muscular, psicológica e o sono proveitoso.

Geralmente, peço para que o concursando reflita sobre essa rotina de um atleta profissional e procure planejar um ano com bons resultados.

Com a carreira definida, é fundamental ter o seguinte para o bom desempenho em Língua Portuguesa:

Mantenha um acervo com cinco ou mais obras gramaticais voltadas a concursos públicos;

Tenha à mão obras com milhares de questões comentadas, das provas de concursos anteriores. Pode-se também organizar um HD externo com centenas de provas anteriores;

Tenha, no mínimo, um bom dicionário impresso (novo, cheiroso, de edição atualizada);

Redija semanalmente, no mínimo, três bons textos dissertativos-argumentativos, sobre temas de sua carreira. Exemplo: quem opta pela carreira policial deve redigir sobre temas da segurança pública, sociologia e atualidades.

Assista a aulas presenciais e a distância, com professores-autores;

Aprimore o conhecimento literário, cinematográfico, artístico. Para se compreender bem um texto de prova, é necessário ver o detalhe e a arte evolui qualquer mente;

Leia blogs de articulistas conhecidos;

Tenha acesso a podcasts jurídicos ou jornalísticos;

Procure usar as mídias sociais para espalhar conteúdo pautado por boas referências bibliográficas;

10º Dentro do possível, assista a palestras de candidatos aprovados. Espelhe-se em quem já passou pela vida de concursando.

Um concursando profissional assemelha-se muito ao atleta profissional; a seriedade, a disciplina são idênticas. Com bons técnicos e boa estrutura, o resultado é certo.

Um grande abraço, até a próxima e siga-me pelo Twitter!

Diogo Arrais
@diogoarrais
Professor de Língua Portuguesa – Damásio Educacional
Autor Gramatical pela Editora Saraiva

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s