Sua empresa pode estar doente. O que fazer?

[PUBLIEDITORIAL] Problemas como depressão, obesidade, paranoia e anemia também podem acometer as organizações. Saiba qual deve ser o papel do líder na saúde da empresa

As organizações são vivas. Elas nascem, crescem, desempenham suas funções e morrem. Nesse ciclo de vida, podem também adoecer. Uma organização está suscetível a doenças como obesidade e anemia, depressão e paranoia, estresse e vícios como a corrupção. “Quando, por exemplo, há um desbalanceamento entre a quantidade de tarefas a ser realizada, os cargos criados e o número de pessoas contratadas, podem ocorrer doenças relacionadas à estrutura física da organização, como o excesso de peso (obesidade) ou a falta de recursos (anemia)”, afirma Sidney Latorre, reitor do Centro Universitário Senac de São Paulo.

O que pode fazer um bom líder pela saúde de sua organização? “O papel dos gestores passa obrigatoriamente pela atenção que devem dispensar aos fatores internos (corpo e alma da organização; com atuação equilibrada e ética) e também ao ambiente externo (mudanças e aprendizagem constantes)”, afirma Latorre. “Na relação interna, cabe ao gestor cuidar e zelar do alinhamento estratégico a partir das grandes metas. Uma estratégia e um plano tático bem elaborados minimizam, por exemplo, dispersões e criações de patologias como a obesidade de algumas áreas ou a sobrecarga de outras.”

Para ajudar a desenvolver líderes capazes de lidar com uma organização viva, o Senac criou o Programa Senac de Desenvolvimento de Líderes. O programa apresenta a possibilidade de uma educação continuada para apoiar empresas preocupadas em aprimorar as competências de seus líderes. Oferece recursos para o desenvolvimento de uma liderança que tenha como meta alcançar resultados positivos em situações adversas e driblar desafios. 

Na programação, podem estar temas como gestão de carreira, habilidades de liderança, administração de conflitos em equipes, marketing pessoal, gestão do tempo e obtenção de resultados, além de coaching para o autodesenvolvimento e a gestão de pessoas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s