Aneel nega pedido de ajuste extra de distribuidoras da CPFL

A empresa alegou enfrentar custos maiores que os reconhecidos nas tarifas devido a fatores como a alta do dólar

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) negou nesta terça-feira, em reunião de diretoria, um pedido do Grupo CPFL por uma revisão extraordinária das tarifas praticadas por suas oito distribuidoras de energia elétrica, que atendem regiões do interior de São Paulo e parte do Rio Grande do Sul.

A empresa alegou enfrentar custos maiores que os reconhecidos nas tarifas devido a fatores como a alta do dólar, que influencia a energia comprada da hidrelétrica de Itaipu.

O diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, disse que a agência “reconhece certo descasamento no fluxo financeiro”, mas entendeu que não havia elementos suficientes para caracterizar a alta extraordinária.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s