China abandona política do filho único por mão de obra

Comunicado publicado pela agência estatal de notícias chinesa Xinhua informa que todos os chineses poderão ter dois filhos

Pequim – A China informou hoje que irá abandonar a política do filho único, imposta em 1980 para evitar o crescimento da população, mas que tem sido apontada como fonte de problemas para a segunda maior economia do mundo.

Comunicado publicado pela agência estatal de notícias chinesa Xinhua informa que todos os chineses poderão ter dois filhos, mas não explicita quando isso será colocado em prática nem oferece detalhes sobre o assunto.

A China já havia flexibilizado a política do filho único dois anos atrás, quando permitiu a casais terem dois filhos se uma das partes fosse de família sem irmãos. Havia, ainda, outras exceções em algumas partes do país.

Ainda assim, o movimento de hoje é uma mudança simbólica, além de um reconhecimento de que a China enfrenta o risco de escassez de mão de obra nas próximas décadas.

A taxa de fertilidade na China estava abaixo do nível de substituição em 1,17 em 2013, de acordo com os dados mais recentes do Banco Mundial. Os demógrafos têm incitado Pequim a fazer mais para impedir uma escassez de trabalhadores.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s