Colheita de grãos cairá em 2016 após recorde, diz IBGE

Após bater um recorde e ficar pela primeira vez acima das 200 milhões de toneladas, a produção de grãos cairá em 2016 a 206,5 milhões de toneladas

Rio de Janeiro – O Brasil, um dos maiores produtores e exportadores mundiais de alimentos, recolherá em 2016 uma colheita de grãos 1,9% inferior à deste ano, quando alcançará sua máxima produção histórica, informou nesta terça-feira o governo.

A produção brasileira de cereais, leguminosas e oleaginosas em 2015 será de 210,6 milhões de toneladas, um volume recorde e 8,2% superior à de 2014 (194,6 milhões de toneladas), até agora a maior colheita do país, segundo a previsão divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

Após bater um recorde e ficar pela primeira vez acima das 200 milhões de toneladas, a produção de grãos cairá em 2016 a 206,5 milhões de toneladas, segundo a primeira projeção do IBGE para a colheita do próximo ano.

Tal redução será provocada pelo diminuição na produção de arroz e milho, dois dos principais grãos cultivados no Brasil.

Enquanto a produção de arroz cairá 2,6% em 2016, a de milho, em sua primeira safra, se reduzirá 2,4%.

A produção de arroz se limitará a 12,2 milhões de toneladas em 2016 apesar da área plantada com o grão crescerá 1,9%, até 2,26 milhões de hectares.

E a colheita na primeira safra de milho será de 28,9 milhões de toneladas por uma redução de 5,3% na área plantada, até 5,73 milhões de hectares.

Segundo o Instituto, a tendência mundial de redução da produção de algodão também atingira o Brasil, que produzirá no próximo ano 4 milhões de toneladas do produto, com uma redução de 4,1% frente à de 2015.

Em contrapartida, a produção de soja, o grão mais cultivado no Brasil, aumentará 3,5% em 2016 graças a um crescimento de 0,4% na área plantada, que chegará a 32,2 milhões de hectares.

Quanto à produção deste ano, o Instituto informou que será recorde graças a um aumento de 1,9% na área colhida, desde 56,7 milhões de hectares em 2014 até 57,8 milhões de hectares em 2015.

A soja, o milho e o arroz representarão 92,7% da produção total deste ano e 86,3% da área colhida.

Na produção histórica deste ano incidirá principalmente o aumento de 11,7% na colheita de soja, até um recorde de perto de 96,5 milhões de toneladas, assim como aumentos de 7,4% na de milho e de 3% na de arroz.

Com relação ao café, do qual o Brasil também é o maior produtor e exportador mundial, a colheita deste ano ficará em 2,6 milhões de toneladas ou 43,8 milhões de sacas de 60 quilos, com um aumento do 1,8% frente à de 2014.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s