Cuba aplicará imposto de renda a 1,3 milhão de funcionários

Na prática, este anúncio implica ampliar a base tributária em um momento em que Cuba enfrenta uma difícil conjuntura econômica pela crise da Venezuela

O governo de Raúl Castro, que, desde 2008, realiza uma cautelosa abertura econômica em Cuba, anunciou que passará a cobrar imposto de renda de 1,3 milhão de funcionários estatais que recebem o equivalente a mais de 100 dólares por mês.

Até o momento, eles recebiam o chamado imposto de renda pessoal de trabalhadores privados ou de cooperativas não-estatais, que o governo usava como complemento da economia estatal, assim como de funcionários cubanos de empresas estrangeiras e profissionais do setor artístico.

A nova medida começará a vigorar em 1º de outubro.

“Quem ganhar mais de 5 mil pesos por mês (200 dólares), pagará então 5%, para cumprir com o princípio de que quanto mais capacidade econômica, maior é o aporte do imposto”, explicou Vladimir Regueiro, diretor de Rendas do ministério das Finanças e Preços.

Na prática, este anúncio implica ampliar a base tributária em um momento em que Cuba enfrenta uma difícil conjuntura econômica pela crise da Venezuela, seu principal aliado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s