Custo da construção fecha 2015 com alta de 5,5%

Com isso, o acumulado no ano ficou em 5,5%, com desaceleração de 0,7 ponto percentual em relação aos 6,2% da taxa acumulada de janeiro a dezembro de 2014

Os custos da construção civil subiram em dezembro passado 0,06%, apresentando desaceleração de 0,22 ponto percentual em relação à taxa de novembro, de 0,28%.

Com isso, o acumulado no ano ficou em 5,5%, com desaceleração de 0,7 ponto percentual em relação aos 6,2% da taxa acumulada de janeiro a dezembro de 2014.

Os dados fazem parte do Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com a Caixa Econômica Federal, e divulgado hoje (8).

Com a desaceleração, o custo nacional do metro quadrado na construção passou de R$ 926,84 em novembro para R$ 963,39 em dezembro.

A parcela de materiais, com variação de 0,11%, comparada com o mês anterior (0,41%), registrou queda de 0,30 ponto percentual.

O custo médio da mão de obra por metro quadrado se manteve no mesmo valor.

Segundo o IBGE, os resultados de 2015 registraram variação de 3,78% nos preços dos materiais, enquanto o acumulado da parcela do custo referente aos gastos com mão de obra teve alta de 7,55%, ambos inferiores aos números do ano anterior.

Em 2014, a parcela dos materiais fechou em 4,9% e a mão de obra em 7,74%.

Por metro quadrado, as despesas com materiais chegaram, em dezembro, a R$ 516,06. Quanto à parcela da mão de obra, o ano fechou em R$ 447,33.

Em dezembro de 2014, por metro quadrado, essas despesas estavam em R$ 497,37 no caso dos materiais e em R$ 415,95 no da mão de obra.

Custos por região

Os dados do Sinapi indicam que a Região Norte fechou dezembro e o acumulado dos 12 meses do ano com a maior variação do país.

No último mês de 2015, ao apresentar a maior aceleração do ano, os custos da construção civil na região subiram 0,43%, e no acumulado, 7,92%.

O segundo custo mais alto da mão de obra no ano passado foi registrado no Sul, com 7,81%, seguido do Centro Oeste (5,25%), Sudeste (4,95%) e da Região Nordeste, com 4,51%.

Quanto aos custos da construção, as regiões ficaram com os seguintes valores por metro quadrado: R$ 995,18 (Norte); R$ 889,98 (Nordeste); R$ 1001,61 (Sudeste); R$ 999,97 (Sul) e R$ 975,71 (Centro-Oeste).

Criado em 1969, o Sinapi tem como objetivo a produção de informações de custos e índices de forma sistematizada e com abrangência nacional, visando não só à elaboração e avaliação de orçamentos, como também ao acompanhamento de custos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s