Governo busca crescimento e fim de pessimismo, diz Edinho

Para ministro, o governo entende a necessidade de intensificar o diálogo com o Congresso Nacional, com o setor empresarial e com movimentos sociais

Brasília – O governo trabalha para tocar uma agenda positiva, efetivar medidas de retomada do crescimento econômico e “quebrar” o clima de pessimismo no país, afirmou nesta segunda-feira o ministro da Comunicação Social, Edinho Silva, após reunião de coordenação política com a presidente Dilma Rousseff.

Para o ministro, o governo entende a necessidade de intensificar o diálogo com o Congresso Nacional, com o setor empresarial e com movimentos sociais para reverter a situação que, reconhece, está difícil.

“O mais importante para o governo é que possamos quebrar esse clima de pessimismo no Brasil”, disse o ministro a jornalistas.

“O que nós estamos fazendo neste momento é intensificando o diálogo. Porque nós reconhecemos, não estamos negando a realidade”, afirmou, defendendo que a conversa com parlamentares poderá criar condições para a aprovação de medidas que permitam uma recuperação econômica.

O governo espera, segundo Edinho, que medidas já adotadas possam surtir efeitos e criar condições para o país retomar “num curto espaço de tempo” seu crescimento econômico.

Para ele, o governo tem feito seu “dever de casa” e tem tomado “todas as medidas que precisam ser tomadas”.

“É por isso que o governo fala em otimismo”, disse¸ acrescentando que o “ponto central” para o governo é a retomada do crescimento e do emprego.

“ Vivemos em um país que tem todas as condições de recuperação e em breve estaremos colhendo os frutos das medidas.” Edinho participou de reunião de coordenação política com a presidente Dilma Rousseff, diversos ministros e líderes do governo na Câmara, no Senado e no Congresso.

Na conversa, relatou, foi feito um diagnóstico do quadro político e das condições políticas no Legislativo.

Segundo o líder do governo no Congresso, senador José Pimentel (PT-CE), na terça-feira deve ser apresentado o relatório do projeto que reverte parte das desoneraçãoes da folha e pagamento, uma das medidas do ajuste fiscal, que aguarda votação no Senado.

Já de acordo com o líder da base na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), o governo continua as negociações sobre projeto que altera a remuneração do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), na pauta da Casa.

Questionado sobre as manifestações contra o governo no domingo, o Edinho afirmou que a avaliação do Palácio do Planalto é de que elas são um fato natural do regime democrático.

Disse ser “evidente”, no entanto, que país vive um momento de “intolerância” política, religiosa, regional, e que é necessário combater esse ambiente para que o país volte à sua tradição de convivência e respeito à diversidade.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s