Perda com swap cambial foi de R$ 17,226 bilhões em agosto

Em julho, as perdas com essas operações somaram R$ 23,906 bilhões e, em junho, o resultado havia sido positivo em R$ 8,125 bilhões

Brasília – O Banco Central teve prejuízo de R$ 17,226 bilhões com operações de rolagem de swap cambial em agosto, pelo efeito caixa.

Em julho, as perdas com essas operações somaram R$ 23,906 bilhões e, em junho, o resultado havia sido positivo em R$ 8,125 bilhões, depois de ter registrado baixa de R$ 22,065 bilhões em maio.

Desde a divulgação passada, a instituição passou a publicar também o resultado do swap cambial pelo efeito competência. Por essa perspectiva, as perdas foram ainda maiores em agosto, de R$ 18,054 bilhões.

Pelo conceito de competência, o cálculo inclui ganhos e perdas ocorridos no mês, independentemente da data de sua liquidação financeira, que ocorre no dia útil seguinte.

No início de abril, o BC havia parado de oferecer dinheiro novo para essas intervenções diárias no mercado e vinha operando apenas por meio das rolagens dos vencimentos, o que ainda ocorre hoje.

Este mês, no entanto, o BC voltou a colocar recursos novos para swap (já foram ofertados US$ 5 bilhões com esse tipo de operação em setembro até agora), mas esse impacto nas contas da instituição apenas será registrado na divulgação da próxima nota de política fiscal. A primeira vez que o BC usou essa ferramenta foi em 2002.

No acumulado de 2015 até o mês passado, o prejuízo da instituição com essas operações está em R$ 74,267 bilhões pelo conceito caixa e em R$ 84,725 bilhões pelo de competência.

O destaque de perdas este ano até agora é março, quando o BC viu o resultado com essas operações fechar no vermelho em R$ 34,512 bilhões.

Ao longo de 2014, o BC teve perdas de R$ 17,329 bilhões com a oferta desse hedge ao mercado. Em 2013, o BC acabou registrando prejuízo com os leilões de swap da ordem de R$ 1,315 bilhões. Já em 2012, entraram para o caixa da autarquia R$ 1,098 bilhão.

A decisão do BC de não renovar, em março, o programa de swaps, apelidado de “ração diária”, se deu porque a instituição avaliou que essa oferta já havia fornecido “volume relevante” de proteção cambial ao agentes econômicos.

O programa que se encerrou no fim de março passado teve início em 22 de agosto de 2013 e foi renovado duas vezes, sofrendo ajustes.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s