Produção de petróleo e gás natural fica estável em fevereiro

Em fevereiro, a produção média de petróleo foi de 2 milhões de barris por dia (b/d), mantendo-se o patamar alcançado no mês anterior

Rio – A produção de petróleo e gás natural da Petrobras se manteve estável na passagem de janeiro para fevereiro, tendo passado de 2,47 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d) para 2,48 milhões de boe/d.

Em fevereiro, a produção média de petróleo foi de 2 milhões de barris por dia (b/d), “mantendo-se o patamar alcançado no mês anterior em virtude da continuidade das paradas programadas para manutenção em plataformas”, informou a empresa em comunicado.

Já a produção média de gás natural da Petrobras no País, excluído o volume liquefeito, foi de 75,4 milhões m3/dia, em fevereiro, 1,8% acima do mês anterior (74,1 milhões m3/dia).

No exterior, a estatal produziu 84 mil b/d de petróleo, queda de 8,4%, e 16 milhões m3/d de gás natural, 3,5% acima dos 15,5 milhões m3/d produzidos no mês anterior. No total, foram produzidos 178 mil boe/d de petróleo e gás no exterior.

No pré-sal, a produção de petróleo e gás natural em campos operados pela Petrobras subiu 6,1%, em comparação com o mês anterior, atingindo 1,091 milhão de boe/d, novo recorde mensal.

Apenas a produção média diária de petróleo (sem gás natural) alcançou 874 mil b/d, 6,2% mais do que em janeiro.

“No dia 15 deste mês, a companhia registrou novo recorde diário de produção, atingindo o volume de 954 mil b/d. Em janeiro, a produção foi de 822 mil b/d”, afirmou a empresa.

O resultado foi motivado pela entrada em operação do navio-plataforma Cidade de Maricá, instalado na área de Lula Alto, no campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos, que contribuiu para estes resultados.

Essa unidade, do tipo FPSO (plataforma flutuante que produz, armazena e transfere óleo), tem capacidade de produzir até 150 mil b/d.

Neste ano, segundo a petroleira, dois grandes sistemas definitivos de produção estão programados para entrar em operação no pré-sal: o projeto Lula Central (FPSO Cidade de Saquarema) e o projeto Lapa (FPSO Cidade de Caraguatatuba).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s