Setor de veículos segue numa trajetória descendente

As vendas encolheram 13,3% no confronto anual, apontou o IBGE

Rio de Janeiro – A alta de 5,1% nas vendas de veículos em julho ante junho, a maior desde novembro de 2014 neste confronto, não sinaliza ainda uma recuperação do setor, afirmou nesta quarta-feira, 16, Isabella Nunes, gerente da Coordenação de Serviços e Comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“Seria precipitado dizer que a venda de veículos cresceu. É apenas uma compensação. O setor segue numa trajetória descendente”, disse.

A prova disso é que, na comparação com julho de 2014, o setor continuou registrando perdas. As vendas encolheram 13,3% no confronto anual, apontou o IBGE.

Dependente de crédito e da confiança dos consumidores, o setor não encontra conjuntura favorável, afirmou Isabella.

A antecipação de compras em períodos anteriores, devido a incentivos como a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), também provoca a queda agora, segundo a gerente.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s