Só uma economia do G7 ainda não se recuperou da crise global

Todo mundo sofreu (e muito) com a crise de 2008, mas dentro das 7 maiores economias do mundo só um país ainda está com o PIB abaixo do nível de 2007

São Paulo – A crise financeira de 2008 teve seu epicentro no mercado imobiliário dos Estados Unidos, mas se espalhou rapidamente pelos quatro cantos do mundo.

Na Europa, a recessão conttaminou as contas do setor público e levou a uma explosão da dívida que permanece até hoje sem solução em países como a Grécia, onde a renda está em níveis dos anos 80.

Mas no grupo do G-7, que reúne as 7 maiores economias do mundo, o PIB já se recuperou para o nível pré-crise em todos, com uma exceção: a Itália.

“O PIB total da Itália será 8,2% mais baixo em 2015 em termos reais comparado com 2007. O país terá o segundo mais baixo crescimento real do PIB de todas as economias do G-7 em 2015, de apenas 0,8%”, diz a consultoria Euromonitor.

O PIB real do país está no mesmo nível de 2000, ano seguinte ao lançamento do euro. Em 2015, o crescimento foi minguando a cada trimestre em relação ao anterior: 0,4% no primeiro, 0,3% no segundo e 0,2% no terceiro.

A dívida pública do país é de 133% do PIB, a maior do bloco depois da Grécia, e o desemprego chega a estonteantes 40% na faixa etária dos 15 aos 24 anos.

Matteo Renzi, que aos 40 anos é o primeiro-ministro mais jovem da história do país, trouxe uma energia nova para a política e delineou um ambicioso pacote de reformas ao mesmo tempo em que não descuidou de manter as contas em ordem.

Mas até agora, não tem sido suficiente. A Itália tem uma população muito envelhecida, sofre de problemas bem conhecidos do brasileiro, como excesso de burocracia e corrupção, e precisa aprender a inovar mais.

“Nós amamos a Itália. Eu acho que você ama a Itália, todo mundo ama a Itália. Isso é um risco para meu país”, disse Renzio em setembro para o Conselho de Relações Exteriores durante visita para Nova York. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s